Folha de Búzios

Jornalismo como deve ser

Região dos Lagos

Alerj aprova pedido de encampação da ViaLagos para redução do valor do pedágio

Os deputados da Alerj, na sessão desta quinta-feira (22), aprovaram a indicação para que o Governo do Estado do Rio de Janeiro interrompa o contrato com a CCR e assuma a operação da ViaLagos (RJ-124).

Apenas um partido votou contra na bancada, que foi o Novo. Os deputados Dr. Serginho (Republicanos) e Anderson Moraes (PSL) pedem que o Governador Cláudio Castro (PSC) apresente um projeto de lei autorizando a encampação para que haja a redução do pedágio.

Eles alegam que a concessão da rodovia contém vícios por abuso da tarifa é prorrogação contratual em detrimento de nova licitação. Reforçam ainda que as irregularidades já são objetos de processos no Tribunal de Contas do Estado (TCE) e ação popular no Tribunal de Justiça (TJ-RJ).

De acordo com Alexandre de Moraes, o pedágio da ViaLagos é um dos mais caros do Brasil e que a Alerj aprovar o anteprojeto mostra um entendimento do parlamento precisando ser revista com urgência a concessão. O contrato venceria em 2022, mas foi prorrogado duas vezes até 2047 com anos de antecedência.

Durante a pandemia, o valor do pedágio da ViaLagos foi reajustado aumentando a tarifa básica de R$ 12,40 para R$ 12,70 durante a semana. Nos finais de semana e feriados de R$ 20,60 passou para R$ 21,10. A CCR ViaLagos, informou que repassou, em 2019, mais de R$ 6 milhões de ISS às cidades ao longo do trecho da concessão e que os recursos permitem que as prefeituras tenham investimentos para beneficiar a população, com serviços de saúde, educação e segurança.

Ainda de acordo com a concessionária, as iniciativas afetam contratos absolutamente adimplentes, representando grave retrocesso nas relações entre o Estado do Rio de Janeiro e investidores.

Fonte: RC24H

%d blogueiros gostam disto: