Folha de Búzios

Jornalismo como deve ser

Opinião Segurança

Direito de resposta ao Quiosque Porto da Canoa, mais conhecido como Bar do Gordo

Sobre a denúncia feita no domingo do Quiosque Porto da Canoa, mais conhecido como BAR DO GORDO!

E pra ser mais exata, ele não pertence ao Porto da Barra, e sim a antiga associação dos Pescadores!

Esse recado é pra você e quem mais resolver “denunciar”!

Estamos abertos porque o DECRETO MUNICIPAL nos permitiu, e SIM, ESTAMOS SEGUINDO todos os protocolos obrigatórios pela licença sanitária!

Estamos trabalhando com 50% DAS MESAS permitido pelo decreto! Quem conhece de fato o quiosque sabe disso!

TODAS as mesas estão com o ESPAÇO EXIGIDO entre elas!

TODAS as pessoas chegam e saem de máscara, mas ao sentar OBVIAMENTE elas não “precisam” usar. Por acaso alguém consegue comer e beber usando máscara?

TODOS os nossos colaboradores estão usando máscara! E trocando ao longo do dia, conforme as orientações da OMS!

Agora quem ficou tão ofendido por ver o quiosque “lotado” e ver o “vírus espalhando” como disseram, é só continuar em casa! A cidade tem serviço de delivery em todos os segmentos! CONTINUE em casa, e deixe quem quer e precisa trabalhar em paz!

Nem todas as pessoas são bancadas pelo governo ou nasceram em berço de ouro!

Além dos nossos colaboradores, temos dezenas de fornecedores. E essas pessoas precisam do emprego, já que já existe uma grande parte da população sem emprego e sem renda!

NÃO temos vacina!
NÃO temos data para uma vacina!
O vírus NÃO VAI MORRER
Tem pessoas se contaminando mesmo cumprindo a quarentena!

Ficamos em quarentena por mais de 3 MESES!
NENHUM empresário ou autônomo tem condições de manter por mais tempo, principalmente por ter visto que não funcionou! Metade da população não cumpriu como deveria!

Vamos ficar a míngua dentro de casa, ou continuar a vida com toda proteção possível!?

Ou vocês estão na torcida para que tenha mais pessoas desempregada e mais famílias passando fome?

Repense, e comente APENAS quando for pra somar!

E digo mais uma vez, QUEM QUER e pode, CONTINUE EM CASA!

Texto enviado por Manoela Braga