Folha de Búzios

Jornalismo como deve ser

Cidade

Justiça suspende pagamento de empresa contratada pela Prefeitura de Búzios por suspeita de fraude na compra das cestas básicas

A Justiça decidiu suspender o pagamento para a empresa Suncoast, que foi contratada pela Prefeitura de Búzios para fornecer cestas básicas que estão sendo entregues à população por causa da pandemia do Coronavírus. As informações são de uma reportagem divulgada pela Globo News nesta quarta-feira (20).

O Ministério Público do Rio de Janeiro afirmou que esse contrato provocaria um prejuízo de 1 milhão de reais aos cofres públicos da cidade e que há suspeita de fraude na compra das cestas básicas pela Prefeitura.

Os investigadores alegam que a quantidade de cestas básicas compradas pelo município, cerca de 19 mil, chamou a atenção. A empresa contratada sem licitação também levantou suspeitas.

A Suncoast teria comprado cestas mais baratas de uma outra empresa do Espírito Santo (por cerca de 156 reais) e vendido mais caro para a Prefeitura de Búzios (por cerca de 195 reais) por unidade.

A investigação também concluiu que nem todos os produtos comprados foram entregues pela empresa contratada. O Ministério Público constatou que, por exemplo, itens de limpeza e higiene estavam faltando.

O MP também entrou com uma ação civil contra o prefeito André Granado, dois secretários, servidores e empresários envolvidos na contratação. Eles estão sendo acusados de improbidade administrativa.

Em nota, a Prefeitura de Búzios informou que o processo de compra de cestas básicas seguiu protocolos legais de processos administrativos e que todos os procedimentos foram publicados e encaminhados ao Ministério Público.

A Suncoast negou as irregularidades e informou que entrou com um recurso na Justiça pra receber os pagamentos das cestas básicas que foram entregues.

Da redação.