Folha de Búzios

Jornalismo como deve ser

Geral

Com nova regra da Caixa, segunda parcela do auxílio começa dia 20, mas só a partir do dia 30 será possível transferir e sacar

A Caixa Econômica Federal decidiu pagar a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 somente em conta poupança digital para todos os trabalhadores com direito ao benefício, independentemente se essas as pessoas têm conta na instituição ou em outros bancos. Ao todo, o valor será creditado para 30 milhões de informais, que terão que esperar por mais tempo para pôr a mão no dinheiro. A medida não afeta beneficiários do Bolsa Família.

As pessoas que receberem o crédito na poupança virtual — que começa em 20 de maio, para nascidos em janeiro e fevereiro — somente vão poder transferir os recursos para outras contas ou efetuar o saque a partir de 30 de maio, conforme o mês de nascimento.null

No primeiro momento logo após o depósito, somente será possível pagar contas e boletos e realizar compras pelo aplicativo da Caixa, via cartão de débito digital. O objetivo é incentivar o uso do aplicativo e evitar filas nas agências durante a pandemia do coronavírus.

Queremos incentivar as pessoas a pagar contas e realizar compras por meio digital — disse o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, acrescentando: — Se você quiser comprar um liquidificador, uma batedeira, não tem problema. O dinheiro é seu.

No pagamento da primeira parcela, não havia restrição à movimentação dos recursos para quem recebeu o valor em conta digital. As pessoas podiam pagar contas e transferir o dinheiro para outras contas, em seu nome ou de outros, pelo aplicativo da Caixa. A única restrição foi ao saque, que precisou obedecer um cronograma.

Segundo Guimarães, o novo calendário foi elaborado de forma a reduzir a aglomeração de pessoas nas agências, mas ele diz que as filas não vão acabar:

— Elas existirão, mas não há necessidade alguma de ir na madrugada.

O presidente da Caixa destacou que as agências não abrirão hoje para que os funcionários possam descansar. A partir do próximo sábado, várias unidades vão funcionar.

Encerradas as datas de saque e transferência previstas no calendário, se houver saldo na poupança digital, o valor será transferido automaticamente para a conta em que o beneficiário recebeu a primeira parcela.

O governo também anunciou que vai pagar, a partir da próxima terça-feira, a primeira parcela do auxílio emergencial para mais 8,3 milhões de pessoas. Esse lote residual vai custar R$ 5,3 bilhões.

O calendário de pagamento desses informais será feito também de acordo com o mês de aniversário, e as regras serão as mesmas adotadas para todos que já receberam a primeira parcela. Os depósitos poderão ser feitos em qualquer banco indicado pelo beneficiário, e quem não tem conta em banco vai receber o crédito em uma poupança digital na Caixa. Neste caso, o trabalhador poderá optar por sacar o dinheiro em agências do banco e casas lotéricas ou fazer transferências, pagamentos e compras pelo aplicativo da Caixa.

Guimarães fez um apelo para as pessoas esperarem o dia certo de pagamento, para evitar aglomerações desnecessárias nas agências:

— Quem nasceu em um mês superior não terá direito, e nós faremos a triagem nas filas, muito forte, com toda tranquilidade. O que não pode acontecer é ter metade da fila sem poder receber.

Quem foi incluído neste lote residual terá que esperar por mais tempo para receber a segunda parcela do benefício. Um calendário específico para este grupo será divulgado posteriormente pelo Ministério da Cidadania.

Ainda há 5,7 milhões de requerimentos referentes à primeira parcela represados.

Fonte Jornal Extra