Folha de Búzios

Jornalismo como deve ser

Geral

Estudo canadense investiga se variedade específica de maconha pode proteger contra o coronavírus

Na busca por uma vacina ou medicamento contra o novo coronavírus, cientistas canadenses pesquisam variedades medicinais específicas da Cannabis que poderiam bloquear a penetração do Sars-cov-2 – os estudos ainda estão em fase de aprovação.

Cientistas canadenses supõem que variedades medicinais da Cannabis sativa bloqueiem a penetração do Sars-cov-2. Seus resultados partem de pesquisas sobre tratamento de câncer e artrite, e necessitam validação independente.

A lista de medicamentos promissores já tem alguns candidatos entre os cientistas que avançam na busca por tratamentos menos ortodoxos. 

Um deles é o Remdesivir, originalmente desenvolvido para o tratamento do ebola. Na Alemanha, transcorrem os primeiros testes clínicos de uma vacina da covid-19, usando um produto criado para a imunologia do câncer. Um realizado na França indica que a nicotina – o alcaloide inalado durante a distração, frequentemente letal, do fumo – talvez proteja contra o novo vírus. 

E agora parte do Canadá a informação de que determinados princípios ativos da maconha também podem ter um efeito análogo ao da nicotina, elevando a proteção das células contra o coronavírus. No entanto o estudo ainda não foi submetido a avaliação independente por outros pesquisadores (peer review), que constitui uma espécie de selo de qualidade nos meios científicos.

Fonte G1

%d blogueiros gostam disto: