Folha de Búzios

Jornalismo como deve ser

Saúde | Educação

Casos de coronavírus no Brasil em 21 de março

Secretarias estaduais de saúde contabilizam 1.021 infectados em 25 estados e no DF. Último balanço oficial do Ministério da Saúde aponta 905.Maranhão registrou o 1º caso. Já são 12 mortos no Brasil, 9 no estado de SP.

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até 12h08 deste sábado (21), 1.021 casos confirmados de novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil em 25 estados e no Distrito Federal.São 12 mortes no Brasil, três no Rio de Janeiro e chegou a nove em São Paulo.

Ministério da Saúde atualizou os números na tarde de sexta-feira, informando que o Brasil tem um total de 904 casos confirmados de coronavíruse 11 mortes.

O Maranhão registrou o primeiro caso confirmado na sexta-feira. Apenas Roraima ainda não teve caso confirmado.

Em Goiás, o número de pessoas com coronavírus subiu de 15 para 18, de acordo com boletim da Secretaria Estadual de Saúde.

No Rio Grande do Norte, a Secretaria Estadual de Saúde confirmou 5 novos casos. Ao todo, o Estado tem 6 casos confirmados.

Em Santa Catarina, neste sábado (21), o número saltou de 40 para 51.

O Mato Grosso confirmou seu 2º caso, assim como o Tocantins.

Confira o balanço das secretarias de Saúde:

Casos confirmados do novo coronavírus no Brasil

EstadoSecretarias da SaúdeMinistério da Saúde
AC77
AL65
AP11
AM73
BA3433
CE6855
DF8787
ES1613
GO1815
MA10
MT21
MS129
MG3835
PA22
PB11
PR3632
PE3130
PI43
RJ110109
RN61
RS5637
RO11
RR00
SC5121
SP396396
SE76
TO21
Total1000904

Fonte: Secretarias estaduais da Saúde e Ministério da Saúde

Abaixo, veja a evolução do número de casos confirmados do coronavírus no Brasil ao longo dos dias.

Fonte: Ministério da Saúde até 15 de março; secretarias estaduais da Saúde a partir de 16 de março.

Transmissão comunitária

O Ministério da Saúde declarou que todo o território nacional está sob o status de transmissão comunitária do coronavírus Sars-Cov-2, responsável pela pandemia da doença Covid-19. O status foi publicado em portaria na noite desta sexta-feira (20).

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, já tinha anunciado nesta tarde que a medida seria tomada em breve para facilitar ações do governo. O ministro sinalizou também que a previsão é que os casos da doença disparem em abril e o sistema de saúde deve entrar em colapso.

A transmissão comunitária ou sustentada é aquela quando não é possível rastrear qual a origem da infecção, indicando que o vírus circula entre pessoas que não viajaram ou tiveram contato com quem esteve no exterior.

Até o balanço de quinta-feira (19), a transmissão comunitária estava configurada nos estados de São Paulo e de Pernambuco. Além disso, ocorre isoladamente em três capitais: Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre (além das capitais de SP e PE, já incluídas acima).

Lavar as mãos com água e sabão é a melhor maneira para prevenir o coronavírus — Foto: Carlos Poly
Lavar as mãos com água e sabão é a melhor maneira para prevenir o coronavírus — Foto: Carlos Poly

Situação no mundo

Mais de 220 mil foram infectados e mais de 10 mil morreram até a manhã desta sexta-feira por causa do novo coronavírus, o Sars-Cov-2, em todo o mundo, de acordo com a universidade americana Johns Hopkins.

Brasil contraria OMS e só faz testes nos casos graves

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, afirmou que não mudará agora o critério adotado na fase de mitigação, e só as pessoas com casos graves serão testadas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou, na última sexta-feira (13), que os países apliquem testes em massa para descobrir quem está infectado e isolar esses pacientes para “achatar a curva” da disseminação da doença Covid-19.

O governo federal, que disse ter comprado kits da Fiocruz para 30 mil testes nos laboratórios públicos, disse que o objetivo da medida é economizar testes para as pessoas com complicações.

Fonte: G1

%d blogueiros gostam disto: