Folha de Búzios

Jornalismo como deve ser

Esportes

Coronavírus: CBF suspende competições nacionais; Estaduais dependem de federações

A CBF anunciou neste domingo a suspensão de todos os torneios que organiza. A medida da entidade vale a partir desta segunda-feira e vem em decorrência da pandemia do coronavírus.

O decreto da CBF engloba Copa do Brasil, Campeonatos Brasileiros Femininos A1 e A2, Campeonato Brasileiro Sub-17 e Copa do Brasil Sub-20. Em relação à Copa do Nordeste, a CBF deixou a Liga do Nordeste deliberar.

Sobre o Brasileirão, que começa em maio, ainda não há decisão tomada. Ajustes no calendário serão debatidos posteriormente.

Neste início de semana já há reuniões agendadas, por exemplo, pelas Federações do Rio e de São Paulo para que haja deliberação sobre a continuidade dos torneios. A CBF delegou às entidades estaduais a autonomia para decidir o que fazer em seus respectivos torneios.

Na Copa do Brasil, o jogo entre Goiás e Vasco já seria com portões fechados.

Na sexta-feira, a CBF repassou recomendação do Ministério da Saúde e da Vigilância Sanitária para que os portões fossem fechados em Rio e São Paulo, capitais com contágio local do coronavírus. Mas reavaliou a situação.

A nota completa

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu suspender, a partir desta segunda-feira, dia 16/3, por prazo indeterminado, as competições nacionais sob sua coordenação que estão em andamento: Copa do Brasil, Campeonatos Brasileiros Femininos A1 e A2, Campeonato Brasileiro Sub-17 e Copa do Brasil Sub-20.

“Sabemos e assumimos a responsabilidade do futebol na luta contra a expansão da COVID-19 no Brasil”, afirma o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

Em relação aos campeonatos estaduais, as Federações Estaduais de futebol, entidades organizadoras, terão deliberações específicas para cada competição, sendo respeitada a sua autonomia local.

A CBF seguirá em permanente contato com o Ministério da Saúde, unindo esforços para que o país e o esporte superem o grande desafio em relação à pandemia, torcendo para que, o quanto antes, possamos voltar à normalidade.

Fonte: O Globo

%d blogueiros gostam disto: