Folha de Búzios

Jornalismo como deve ser

Saúde | Educação

Primeiro caso de corona vírus, em Niterói, é confirmado

Os moradores de Niterói foram surpreendidos nesta segunda-feira (9), após confirmação da Secretaria de Estado de Saúde (SES), de que um paciente foi diagnosticado com coronavírus na cidade. Além deste caso, outros foram confirmados no Estado do Rio de Janeiro: na capital (6) e Barra Mansa (1), na Região Sul Fluminense. Todos os pacientes estão em isolamento e passando por tratamento domiciliar e tem estado de saúde considerado estável. 

A Fundação Municipal de Saúde de Niterói informou que o paciente, de 27 anos, é morador da cidade, esteve no exterior, foi atendido em um hospital particular e no momento está em isolamento domiciliar e passa bem. A FMS está acompanhando o caso. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, não há transmissão ativa do vírus no Rio de Janeiro e os casos confirmados são importados do exterior.

A Prefeitura de Niterói informou ainda que monitora todos os casos suspeitos do novo coronavírus (vírus SARS-CoV-2) junto à Secretaria de Estado de Saúde e seguindo os protocolos do Ministério da Saúde. Niterói possui um plano de contingência para a Doença pelo coronavírus 2019 (COVID-19). 

Desde o aparecimento dos casos na China, o município antecipou-se e criou um grupo de resposta rápida para assuntos relacionados à doença, com objetivo de garantir todos os cuidados e assistência necessária para os casos que possam surgir.Nos casos suspeitos, a equipe de resposta rápida orienta e acompanha o paciente, faz o monitoramento da família e de todos que tiveram contato, colhe amostras e envia para o laboratório estadual referência para o diagnóstico ou descarte da doença.

Caso o diagnóstico seja confirmado, a FMS acompanha o tratamento e o isolamento do paciente e monitora todos que tiveram contato com ele.Orientação – A Fundação Municipal de Saúde vem adotando uma série de medidas que visam a orientação sobre como evitar o contágio e atender de forma correta e humanizada casos suspeitos do novo coronavírus. Dentre as ações, estão capacitações para os servidores dos hospitais, policlínicas e unidades básicas de Saúde e ainda o alinhamento de fluxo de atenção a casos suspeitos.Além do suporte médico, a Fundação está emitindo orientações por meio de salas de espera nas unidades de Saúde e redes sociais.

O Prefeitura informou ainda que será distribuída uma cartilha para todas as unidades da Saúde, Educação e demais prédios públicos do Município com orientações sobre como agir em casos suspeitos.A recomendação da FMS não só para o novo coronavírus, mas para toda e qualquer infecção respiratória, é de que as pessoas lavem as mãos com água e sabão frequentemente ou usem álcool gel, evitem aglomerações, cubram a boca com o braço ao tossir ou espirrar e evitem tocar os olhos nariz e boca com as mãos.A população pode procurar a unidade de mais próxima de sua residência para atendimento.

Fonte: O São Gonçalo

%d blogueiros gostam disto: