Folha de Búzios

Jornalismo como deve ser

Cidade

Ameaça de massacre em escola de Búzios por WhatsApp, deixa pais, alunos e professores em pânico

Espero que isso não passe de uma “brincadeira de mau gosto”, disse professora.

O jornal Folha de Búzios teve acesso com exclusividade de parte de uma conversa de WhatsApp entre dois alunos do Inefi, localizado no bairro Rasa, em Armação dos Búzios.

A situação deixou pais e equipe pedagógica preocupados. No conteúdo um aluno mostra uma foto com uma pistola na mão e diz:

Aluno A: “Aí mano, vou matar todo mundo quinta. É do meu pai, tá novinha. Não vai quinta”

Aluno B: “para com isso mano, eu não gosto dessas coisas”

Segundo informações de dezenas de pais que entraram em contato com a nossa redação, o assunto tem mexido com todos os alunos e seus responsáveis.

“Claro que estou em pânico! Não dá pra acreditar nisso aqui em nossa cidade. Só vemos isso acontecendo em cidades grandes e o que passa na TV. Tenho dois filhos que estudam lá. Como eu fico no trabalho?-indagou uma mãe.

Segundo um outro pai de três alunos que estudam na unidade, isso precisa ser visto com calma e muita cautela.

“Não sabemos até onde vai a veracidade disso. Mas é muito preocupante. As autoridades de todas as esferas precisam acompanhar esse caso de perto”, relatou.

Nossa redação também entrou em contato o Tenente Malheiros, da 5a Cia de Armação dos Búzios, que informou que nesta quinta (2), a guarnição esteve na escola conversando com a direção e com os pais do aluno em questão.

Segundo o Conselheiro Tutelar, Alexandre Alves, isso se trata em crime de ameaça grave.

“Ele está no crime de ameaça. As denúncias precisam chegar ao Conselho Tutelar, com detalhes para que o Conselho tome as providências. Após isso ser feito, um Boletim de Ocorrência também é necessário. Após esses procedimentos o Conselho Tutelar estará tomando medidas dentro do Estatuto da Criança e do Adolescente. Quem tiver informações mais precisas, precisa colaborar indo ao Conselho Tutelar e principalmente na Delegacia”, destacou.

Em nota a prefeitura de Búzios informou que existe um programa de ronda escolar em parceria com a Guarda Municipal e PM. Hoje na escola INEFI a guarnição da Polícia Militar ficou a disposição para garantir a segurança dos alunos.

Uma professora que preferiu não ser identificada disse a nossa redação que o adolescente nunca apresentou nenhum tipo de ameaça.

“Pelo menos em minhas aulas, ele nunca apresentou nenhum tipo de ameaça ou comportamento agressivo, sempre foi um aluno educado e tranquilo. Espero que isso não passe de uma “brincadeira de mau gosto”, finalizou.

O Folha de Búzios tentou de todas as formas contato com a família do adolescente, mas até o momento sem sucesso.

Por Bebeto Karolla

%d blogueiros gostam disto: