Folha de Búzios

Jornalismo como deve ser

Saúde | Educação

Paciente de Búzios, com câncer no pescoço, aguarda transferência do Rodolpho Perissé para o ONKO-SOL do Santa Isabel, em Cabo Frio desde sábado dia (2)

Por Paula Pereira

Uma paciente com câncer no pescoço aguarda transferência do hospital municipal Rodolpho Perissé para o ONKO-SOL do Santa Isabel em Cabo Frio desde sábado passado (2)

Rafaela dos Santos Mineiro de 31 anos está com uma infeção proveniente de câncer. Ela está internada,de acordo com a família,desde sábado dia 2 de fevereiro e precisa ser transferida para a unidade do Santa Isabel. A paciente tem um câncer grave e a família e amigos já não sabem mais o que fazer e procuraram nossa redação para relatar o que , segundo eles, seria uma negligência por parte da administração do Hospital Municipal Rodolpho Perissé. De acordo com a amiga que tem acompanhado de perto a luta da Rafaela, o hospital municipal estaria “enrolando” com essa transferência. Nossa redação tentou contato com a secretaria de Saúde do município e não obtivemos resposta. Apenas a assessoria de comunicação da prefeitura nos respondeu por meio de nota que você lê agora na íntegra:

“A Prefeitura de Búzios informa que a paciente Rafaela do Santos se encontra com um quadro infeccioso proveniente de um câncer e que o ONKO-SOL, que atende apenas em caso ambulatorial no Hospital Santa Isabel, em Cabo Frio, não autorizou internação. Por isso está sendo atendida no Hospital Municipal Rodolpho Perrisé. A direção afirma que, caso a família consiga sua internação no ONKO-SOL, está pronta para realizar o translado dela para essa unidade ou outra unidade de referencia no tratamento de câncer, caso a recebam. Mas enquanto ela precisar será atendida com todo empenho da equipe da unidade hospitalar do município de Búzios”.

O Folha de Búzios também entrou em contato com a administração do Santa Isabel e falou com Patrícia que prontamente nos transferiu para falar com a senhora Roberta que disse que a paciente já é atendida pela ONKO-SOL e, inclusive passou por uma consulta com um médico da unidade no último dia 15. Ela afirmou que a tramitação para a transferência da paciente deve ser feita entre a assistente social do Rodolpho Perissé e a assistente do Santa Isabel e não há por parte da ONKO-SOL nenhum impedimento para essa transferência nem tão pouco internação. O que está acontecendo no momento é uma falta de vagas. A senhora Roberta disse que as assistentes sociais do Santa Isabel, Rafaela e Lília estão cientes do caso e assim que um paciente da ONKO-SOL tiver alta, a Rafaela poderá ser atendida. O Jornal Folha de Búzios se solidariza com a família e torce para que tudo se resolva da melhor maneira possível para a paciente.

%d blogueiros gostam disto: